domingo, 21 de junho de 2015

Poema/reflexão: "O Chão da Alma"

"O Chão da Alma"

Fecho os olhos e vejo abaixo de minha alma, sua sombra...
No chão a sombra, em mim descobertas...
o que antes era desconhecido, hoje torna-se revelado
Não é o desconhecido, é simplesmente o que não era visto

Retorno as entranhas, costuro memórias, vejo-me refletida no espelho da vida
Lá sem máscaras e sem véus me descubro...
Nua de alma, repleta de vida, descobrindo cores de todos os "eus" ...
Olho novamente no chão e vejo novamente a sombra; a sombra de mim mesma, a sombra de minha alma...
Não escura, não estranha, apenas reflexo de mim...

Autoria: Fátima Castro (Factima El Samra)