Corpo

Corpo e suas dimensões

“..., o espírito é a vida do corpo, vista de dentro, e o corpo é a revelação exterior da vida do espírito,...” (Jung, 2011, p. 105).
O corpo, assim como o ato falho (dado através da palavra), pode expressar a sombra através de sintomas, como: rigidez, gestos desintegrados ou dissociados, dor ou doença.
“Para Jung, a dimensão corporal e psíquica é uma só, e apenas nossa necessidade racional de lidar diferenciadamente com as duas dimensões é que a separa em duas entidades separadas” (ALMEIDA, 2010, p. 49). Corpo e psique estão ligados, pois um evento psíquico que tenha gerado grande afeto, ou mesmo um complexo, deixa no corpo “certas impressões”, marcadas de tal forma quepodem gerar rigidez, fragmentação, desintegração, dor, etc. Ao trabalhar um corpo onde existam essas “impressões”, observamos que determinados exercícios, movimentos ou dança podem gerar uma “catarse”, um desconforto, um relaxamento muscular com sensações diversas, bem como imagens; neste sentido, podemos observar que alguns trabalhos corporais e de dança onde esta imagem aparece, a palavra ou a expressão plástica podem funcionar como recurso para lhe dar sentido.
As possibilidades de trabalho com o corpo são muitas; poderíamos nos concentrar apenas no trabalho corporal ou na dança, mas podemos ainda se utilizar de diversos recursos arteterapêuticos que possibilitam diálogos entre si.


ALMEIDA, V. L. P. de. Corpo Poético: O movimento expressivo em C. G. Jung e R. Laban. 2 ed. São Paulo: Paulus, 2010
JUNG, C. G. Civilização em transição. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.






Corpo em segredo



Meu corpo guarda segredos
nele se esconde minha verdade,
meus desejos.

Minhas mãos contam histórias
e meus pés a trajetória.
Minha mente revela 
o que guardo na memória.

Meu corpo é obra criada
da criatura mais elevada,
 por isso carrego nele
das coisas mais puras às sagradas.

Mas mesmo assim
sou imperfeito.
Levo comigo dores no peito. 
E me mostro a humanidade
quando careço de afetividade.

É dura então ver caída a máscara.
E enxergar a realidade.
É nesta hora que me apresso
em buscar minha identidade.

 "Josiane Pinheiro"





A importância do alongamento

Muitas vezes damos pouco valor a algo de extrema importância. Para qualquer tipo de dança, atividade física ou até mesmo terapêutica, o alongamento traz um estado de presença no corpo, trazendo a atenção para a respiração e para as partes do corpo rígidas ou tensões musculares. Com o alongamento diluímos estas tensões deixando o corpo mais leve e flexível.

Segue em anexo um link com uma série de exercícios, mostrando através de desenhos quais os músculos trabalhados.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário